2
Campo Grande - MS Busca

“Sargento FAKE” aplica golpes financeiros alegando ser militar da ativa do Exército Brasileiro

O Exército Brasileiro emitiu ordem de detenção caso o ex-militar, Ronny da Silva Cristaldo, 30 anos, entre em qualquer organização militar da corporação. Ele é suspeito de se passar por sargento para pegar empréstimo e não pagar e responde processo na Justiça comum, em Campo Grande. A informação foi confirmada pela assessoria de Comunicação do […]

19:56 - 21 jul 2023 | Por

O Exército Brasileiro emitiu ordem de detenção caso o ex-militar, Ronny da Silva Cristaldo, 30 anos, entre em qualquer organização militar da corporação. Ele é suspeito de se passar por sargento para pegar empréstimo e não pagar e responde processo na Justiça comum, em Campo Grande.

A informação foi confirmada pela assessoria de Comunicação do Comando Militar do Oeste. O Portal de Notícias TopMídiaNews teve acesso a um informe, que alerta a corporação sobre a atividade suspeita do ex-militar.

Segundo o alerta e um processo na Justiça, Ronny usa da credibilidade que a Força tem perante à sociedade para impressionar as vítimas e conseguir empréstimo, alegando problemas pessoais. Ele teria participado de um grupo no WhatsApp, de nome ”CIA CMDO 9º RM”, composto por soldados da turma de 2003, e, desde 2022, estaria pedindo dinheiro.

Ainda de acordo com o informe, Ronny serviu na Companhia de Comando da 9ª Região Militar em Campo Grande, em 2003. Ele chegou a fazer o CFC (Curso de Formação de Cabos) e foi licenciado em novembro daquele ano.

A informação da corporação é que o suspeito se apresenta como ”1º Sargento Ronny” ou ”1º Sargento Cristaldo” e diz trabalhar na Base de Administração e Apoio do Comando Militar do Oeste, algo que não procede.

Outro detalhe é que o falso sargento teria ido à Hípica do Círculo Militar, no bairro Taveirópolis, onde teria pedido para verificar possibilidade de desempenhar função naquele local.

”Em caso de comparecimento desse cidadão em qualquer Organização Militar, usando fardamento ou não, identificando-se como militar, manter sob custódia para fins de averiguação”, diz o anúncio da Força.

PROCESSO

Conforme denúncia do Ministério Público Estadual, apresentada em 2019, Ronny procurou um conhecido e pediu empréstimo de R$ 30 mil. Como garantia, prometeu a procuração de um imóvel e um carro Uno Vivace. Mas, conforme a Promotoria, Cristaldo não entregou a documentação nem pagou a dívida.

O detalhe, diz o processo, é que Ronny apresentou uma identidade militar falsa para dar credibilidade à ação criminosa.
Em fevereiro de 2016, Cristaldo procurou novamente a vítima e propôs trocarem de carros. O falso militar entregou um Fiat Vivace, avaliado em R$ 25 mil e o conhecido deu um Citroen C3, com valor de mercado de R$ 15 mil.

Ainda conforme o processo, a diferença de R$ 10 mil seria pago pela vítima para que Ronny pudesse quitar dívida com um banco e assim pegar empréstimo para pagar a vítima. O conhecido aceitou o negócio, mas ao receber o carro de Cristaldo, percebeu que o automóvel tinha pendências financeiras.

Tempos depois, o falso militar voltou a procurar a vítima, dessa vez pedindo o carro dele emprestado, um Captiva, para ir a Cuiabá-MT, onde teria feito um negócio e iria arrumar dinheiro para pagar as dívidas. No entanto, após a viagem, Ronny não quis devolver o veículo. A vítima procurou as autoridades entrou com processo.

Por: TopMidiaNews

Web Stories

Ex-vereador é morto após confusão em evento de confraternização Dicas para bons hábitos de sono para crianças Militar perde a vida após acidente grave em Aquidauana Traficante “Gringo” é executado O segredo do engajamento no Instagram