2
Campo Grande - MS Busca
Cultura

Projeto Músicos do Amanhã é lançado em tarde de música e emoção

As aulas são coordenadas por professores do Curso de Música da Sectur.

10:12 - 17 ago 2023 | Por Douglas Duarte

Créditos: SECTUR

A delicadeza da música instrumental tomou conta da Sala de Leitura e Teatro no CRAS Hércules Mandetta, no Jardim Noroeste, na tarde dessa terça-feira (15). O lançamento oficial do projeto “Músicos do Amanhã”, coordenado pela Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur), reuniu alunos, familiares, professores, autoridades e a comunidade para a entrega das camisetas que irão compor o uniforme dos participantes e apresentação.

O projeto teve início em maio deste ano, com a seleção de alunos iniciantes, de 10 a 17 anos, para participarem de aulas de aprendizagem musical dos seguintes instrumentos: violino, viola, violoncelo, contrabaixo e flauta doce. Ao todo, 150 alunos participam das aulas com vistas a formar a Orquestra Jovem Municipal de Campo Grande. As aulas são coordenadas por professores do Curso de Música da Sectur.

“Através do projeto “Músicos do Amanhã” queremos, não apenas ensinar essas crianças a tocarem um instrumento musical, mas também oferecer a oportunidade de crescimento pessoal e cultural. Aqui é um local em que os pais ficam tranquilos que seus filhos estejam, pois sabem que aqui estão seguros, aprendendo toda a beleza da música instrumental, gratuitamente”, afirmou Mara Bethânia Gurgel, secretária municipal de Cultura e Turismo.

“A gestão acreditou no projeto e conseguimos realizá-lo. Eu tinha os instrumentos e precisava de um local e de apoio para colocar este sonho em prática, e o mesmo me foi cedido. Isso prova que conseguimos transformar ideias em políticas públicas”, pontuou Rafael Fontinele, maestro e idealizador do projeto.

ORGULHO E OPORTUNIDADE

Com celulares em mãos e olhos brilhando, os pais presentes do evento não escondiam o orgulho em presenciar a primeira apresentação dos filhos. Mariene Canuta Pimenta, mãe de seis filhos, sendo que três participam do projeto, vibrou com o momento. “Estou muito feliz e emocionada. Se não fosse o projeto, meus filhos nunca teriam a oportunidade de conhecer estes instrumentos e participar de uma apresentação importante como essa”, afirmou.

No palco, era possível observar a ansiedade e concentração dos alunos. O projeto oportunizou às crianças e adolescentes descobrirem habilidades que pareciam impossíveis. “Antes de conhecer o projeto eu nem imaginava que pudesse tocar violino. Foi uma grande chance e em três meses já consegui aprender muita coisa. Este projeto nos traz muitos conhecimentos, como a música e a cultura como um todo. Meu sonho é seguir essa carreira e tocar em outros países”, afirmou Ingrid Espinosa dos Santos.

Pedro Rafael já tem afinidade com o instrumento, mas garante que o projeto garante diversas oportunidades. “Aqui, além dos jovens aprenderem a tocar um instrumento clássico, temos a oportunidade de socializar. É um projeto muito bom. Hoje, posso dizer que a música é minha vida, está tudo relacionado a ela”.

Pular para o conteúdo