2
Campo Grande - MS Busca
Turismo

Projeto ‘MTur Itinerante’ será lançado dia 28/08 em MS, anuncia Geraldo Resende

Empreendedores vão conhecer o Fundo Geral de Turismo o Cadastur, que assegura benefícios como visibilidade, participação em projetos federais, programas de qualificação e apoio durante eventos e feiras.

14:29 - 17 ago 2023 | Por Douglas Duarte

O ministro Celso Sabino, ladeado pelo deputado federal Geraldo Resende e o presidente da Abih – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis.

Campo Grande vai sediar, no próximo dia 28 deste mês, um encontro do Ministério do Turismo onde será apresentado o projeto “MTur Itinerante”. O anúncio foi feito pelo deputado federal Geraldo Resende (PSDB), que esteve reunido nesta quarta-feira (16) com o ministro Celso Sabino para conhecer ações da pasta e solicitar a viabilização de recursos para o setor em Mato Grosso do Sul.

Segundo informou o ministro, o “MTur Itinerante” é um projeto por meio do qual técnicos da pasta apresentam oportunidades de apoio patrocinadas pelo governo federal. No evento, serão detalhadas informações sobre o acesso ao Fundo Geral de Turismo (Fungetur), por meio do qual empreendimentos do setor privado obtêm financiamentos com taxas e prazos diferenciados.

“Será muito importante a classe empresarial e mesmo os gestores públicos conhecerem as ações do Ministério e a disponibilidade de recursos do Fungetur, até mesmo porque Mato Grosso do Sul tem um potencial turístico fantástico, em parte ainda inexplorado”, avalia o deputado Geraldo Resende. “Essa agenda será muito importante para a viabilização de novas iniciativas do setor”.

Outra ação do Ministério do Turismo que será detalhada no encontro orienta os empreendedores sobre a atualização e registro gratuito no Cadastur, o Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos, que reúne operadores do segmento e serve de fonte de consulta a visitantes quanto à formalização de atividades, além de permitir o acesso de empreendedores a programas do órgão.

Segundo o ministro Celso Sabino, sua pasta está unindo forças com outros ministérios. “Precisamos pensar o turismo de forma transversal, para proporcionar que os Estados do país contribuam para o desenvolvimento sustentável do setor, com reflexos na economia nacional e a consequente geração de emprego e renda”, destaca.

FUNGETUR

Operado com verbas do MTur, o Fungetur é destinado preferencialmente a micro, pequenas e médias empresas turísticas. Os recursos são concedidos atualmente por 24 instituições financeiras credenciadas e têm como objetivo a realização de obras, a aquisição de equipamentos e a obtenção de capital de giro.
O acesso ao Fundo exige registro no Cadastur, e a análise para a obtenção de crédito cabe exclusivamente aos agentes habilitados.

De janeiro a junho, o órgão registrou a contratação de R$ 200,2 milhões em financiamentos do Fundo no país, com um total de 380 operações.
“Temos uma linha extremamente atrativa para os empresários que precisam de crédito para promover melhorias nos seus empreendimentos, com juros e prazos de carência especiais, permitindo que operadores turísticos tenham mais fôlego para investir na área”, salienta o ministro Celso Sabino.

CADASTUR

O registro no Cadastur assegura benefícios como visibilidade, a partir de canais oficiais do MTur; participação em projetos federais, programas de qualificação do Ministério do Turismo e apoio durante eventos e feiras.
O sistema também permite que gestores públicos e privados ampliem o conhecimento sobre atividades com maior potencial local, tendo a chance de direcionar ações específicas a diferentes segmentos.

O cadastro é obrigatório para 6 categorias: acampamentos turísticos, agências de turismo, meios de hospedagem, organizadoras de eventos, parques temáticos, transportadoras turísticas e guias de turismo. Também podem se registrar, de forma opcional, outros empreendimentos turísticos.

Ascom Geraldo Resende, com informações do MTur.