2
Campo Grande - MS Busca
Direito do Consumidor

Procon Campo Grande indica que 70,2% dos consumidores vão presentear no Dia das Crianças

Os dados foram coletados entre os dias 3 e 5 de outubro com 362 entrevistados.

14:30 - 06 out 2023 | Por Douglas Duarte

Créditos: PMCG

O Procon Municipal de Campo Grande realizou pesquisa quantitativa e qualitativa sobre a intenção de compra para o Dia das Crianças- comemorado em 12 de outubro- e constatou que 70,2% dos consumidores campo-grandenses vão presentear na data. Os dados foram coletados entre os dias 3 e 5 de outubro com 362 entrevistados.

O questionário foi composto por dez questões de múltipla escolha, sendo que algumas questões obtiveram duas ou mais respostas. A Pesquisa identificou que 70,2% dos consumidores entrevistados darão presentes neste Dia das Crianças. Dos pesquisados, 19,6% não irão presentear e 10,2% ainda não decidiram referente a compra dos presentes.

Entre as opções, as crianças que serão presenteadas na maioria são os filhos dos entrevistados com percentual de 35,7% . Em seguida, vem sobrinho (a) com 19,4%; neto (a) com 18,3%; afilhado (a) com 13,6%; enteado (a) com 9,6 % e outros (as) com 3,4%. A maioria dos consumidores – 65,9%, notaram um aumento nos preços dos presentes pretendidos. Enquanto, 34,1% consideram que os preços não estão mais caros.

Sobre os valores a serem investidos, o total de 53,2% dos consumidores afirmam que irão gastar entre R$100,00 a R$200,00 com o presente; 30,6% irão gastar até R$100,00; 10,9% gastarão entre R$200,00 a R$500,00; e 5,3% gastarão mais de R$500,00.

Conforme a preferência dos consumidores, as compras serão feitas nos seguintes locais: internet – 27,6%; comércio popular e shopping – 22,4%; lojas de Rua/Bairro – 16,1%; o total de 11,5% informou a opção Não sei/Não decidi.

Em busca de melhores preços o total de 68,1% dos consumidores realizarão pesquisa de preço; 21,1% ainda não decidiram sobre a pesquisa de preço; e 10,8% não farão a pesquisa.

Ainda segundo a pesquisa, percebe-se que 58,5% dos consumidores optarão pelo pagamento à vista e 41,5% no pagamento parcelado. Persebe-se que o consumidor está cauteloso e receioso com o endividamento, tanto é que, mesmo com um pequeno percentual de diferença, o sentimento de comprar à vista supera a compra parcelada.

O subsecretario do Procon Municipal de Campo Grande, José Costa neto, ressalta a importância de se orientar no ato da compra, cada loja tem uma política diferente e o estabelecimento não tem obrigação de trocar o produto que não apresente defeitos. É importante verificar a embalagem, integridade do item e sempre guardar a nota fiscal, que é o comprovante de compra.

Pular para o conteúdo