2
Campo Grande - MS Busca

Prefeitura beneficia 300 famílias da Capital com assinatura de contratos de habitação e regularização fundiária

A Prefeitura de Campo Grande realizou um grande evento para atender 300 famílias com assinatura de contratos de imóveis sorteados pelo município e a entrega das Certidões de Regularização Fundiária (CRFs), para moradores de diversos bairros da Capital. O encontro aconteceu ontem à noite, no espaço anexo à Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários […]

03:14 - 31 maio 2023 | Por

A Prefeitura de Campo Grande realizou um grande evento para atender 300 famílias com assinatura de contratos de imóveis sorteados pelo município e a entrega das Certidões de Regularização Fundiária (CRFs), para moradores de diversos bairros da Capital. O encontro aconteceu ontem à noite, no espaço anexo à Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Amhasf).

O corpo técnico da Agência atendeu 100 famílias com a assinatura de contratos, beneficiários dos lotes sorteados durante a 7ª edição do Feirão Habita Campo Grande, ocorrido em setembro de 2022, além de demais regiões e comunidades, como o Parque dos Sabiás. Mais 200 famílias receberam os títulos de regularização fundiária – as CRFs. Cerca de 1.200 pessoas foram beneficiadas diretamente pela habitação de interesse social no evento.

Entre os loteamentos cujos beneficiários assinaram os contratos, estão o Gabura (16 lotes), Paulo Coelho Machado (10 lotes) e Lagoa Dourada (22 lotes). Quanto aos lotes do Portal Caiobá (117 lotes), estes estão em fase de finalização dos trâmites documentais para a confecção dos contratos em razão do volume de processos e, em breve, os sorteados assinarão a documentação deste processo seletivo.

A prefeita Adriane Lopes ressaltou o compromisso do município de Campo Grande para auxiliar famílias que esperavam há anos para ter acesso à moradia digna. “Não tem nada mais importante do que ter um lugar seguro para morar. Podemos até voar, mas temos que ter o nosso ninho para voltar. Hoje são 300 famílias que estão tendo o seu cantinho, recebendo a regularização fundiária ou o seu lote. Por isso, nós é que estamos muito gratos de poder proporcionar esse momento tão especial a vocês”, enfatizou.

Bruna Carolina Epifânia Alves, 27 anos, mora sozinha com os 3 filhos pequenos. Com um bebê de 8 meses, ela conta que está desempregada no momento. Por isso, a assinatura do contrato do seu lote no Canguru é uma conquista tão significativa para sua vida. Vivendo de benefícios sociais, ela só pode contar de imediato com o apoio do Poder Público para sustentar sua família. “Não vejo a hora de poder começar a construir o meu cantinho. A intenção é pegar, por enquanto, parte do auxílio que recebo para comprar materiais de construção. Sei que vai dar certo”, disse com orgulho.

De acordo com a diretora-presidente da Amhasf, Maria Helena Bughi, a Agência tem trabalhado em todas as frentes da habitação para proporcionar o acesso mais ágil e efetivo a moradias seguras e devidamente documentadas. “Iniciamos a semana com essa agenda bastante positiva para nossa cidade. Estamos trabalhando incansavelmente para fazer mais entregas para a população de Campo Grande. E esse momento é de alegria para as famílias que aguardavam há tantos anos por essa oportunidade”.

Mais segurança para morar

Famílias provenientes das 7 regiões da Capital foram beneficiadas pelas CRFs, moradoras de diversos bairros de Campo Grande. Os contemplados se emocionaram, após uma longa espera. Alguns estavam aguardando há quase 40 anos pela oportunidade de regularizar a moradia. Isso só foi possível porque a Amhasf deu celeridade aos processos internos e administrativos a fim de convocar, de imediato, aqueles que já estavam com os contratos implantados no Sistema Amhasf.

Entre os bairros atendidos, estão Chácara das Mansões, Novo Amazonas, Novo Sergipe, Itamaracá, Marajoara, Aero Rancho, Sayonara, Montevidéu, Vespasiano Martins, Parque do Sol, Canguru, entre outros, e demais que serão contemplados com o benefício da regularização fundiária.

Flávia Camargo Gomes, diarista, acompanhada do marido Celso Pereira de Oliveira, pintor, moram há mais de 10 anos no Jardim Columbia. Tentavam há uma década regularizar o imóvel. “Quando começaram a nos notificar, nosso sonho foi se tornando mais real porque durante todos esses anos ficamos com medo de investir na casa. Graças a Deus chegou esse momento. Agora estamos tranquilos de saber que ninguém vai nos tirar dali”.

As Certidões de Regularização Fundiária (CRFs) são documentos que concedem a devida segurança jurídica aos moradores dessas localidades, proporcionando tranquilidade e a certeza de que habitam em local devidamente inserido à malha urbana regular. Nos últimos seis anos, já foram regularizados, ou estão em processo de finalização, moradias para mais de 5 mil famílias da Capital, contempladas em todas as regiões urbanas da cidade.