2
Campo Grande - MS Busca
Policial

Policiais foram filmados descarregando caixas de cocaína de viatura

O caso aconteceu em Campo Grande.

18:00 - 13 abr 2024 | Por Douglas Duarte

Presos na operação Snow, em março deste anos, os policiais civis Anderson César dos Santos, 47 anos, e Hugo Cesar Benites, 49 anos, foram filmados por câmera de segurança na casa onde entregaram aproximadamente 10 caixas de cocaína. A carga de entorpecente foi transportada em viatura caracterizada da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul de Ponta Porã até o local no Jardim do Pênfigo, em Campo Grande.

Imagens registradas às 8h daquele dia onde é possível ver a viatura estacionada dentro do espaço usado para eventos. Em outo momento os policiais aparecem já descarregando as caixas com a cocaína. Uma terceira pessoa estava na casa, identificada depois como sendo o traficante Valdemar Kerkhof Junior, fuzilado em junho do ano passado.

Segundo o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), depois do acesso às imagens, foram feitas diligências para identificar os envolvidos e o modus operandi do grupo criminoso. Com isso, Anderson e Hugo foram reconhecidos.

Os policiais estavam lotados na 1ª Delegacia de Ponta Porã e foram afastados após a prisão preventiva. As defesas chegaram a entrar com o pedido de liberdade, mas foi negado pelo juiz que também determinou o sigilo do processo de tráfico de drogas.

Conforme o levantamento do Gaeco, relatório de movimentação e passagem de veículos em rodovias federais mostrou a viatura passando pele posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Ponta Porã às 3h08 daquele mesmo dia seguindo sentido Dourados. Já às 6h26 o veículo oficial passou estava em Sidrolândia.

“De modo que é possível concluir que fez o trajeto Ponta Porã, Dourados, Itaporã, Maracaju, Sidrolândia e Campo Grande [onde] os policiais só ficaram o suficiente para descarregar a droga, tanto que a viatura foi novamente flagrada no posto da PRF em Sidrolândia, sentido inverso, às 7h47, retornando para Ponta Porã apenas por volta das 18h17”, diz o documento.

No dia 12 de maio daquele ano equipe da PRF em Terenos apreendeu carga de 360 quilos de cocaína e pasta base em um caminhão. Para o Gaeco, o entorpecente era o mesmo descarregado pelos policiais na casa de eventos no Jardim Pênfigo, oito dias antes.

“De fato, eles integram um grupo criminoso altamente articulado e estruturado, voltado à prática do tráfico de drogas interestadual, revelando-se a prisão imprescindível para garantia da ordem pública”, pontua o Gaeco onde ainda cita que outros vários integrantes da organização já estavam em liberdade e continuavam a participar do esquema.

Além disso, Valdemar foi executado com tiros de pistola e fuzil junto com o irmão Eder Kerkhoff, no dia 27 de junho do ano passado. O crime aconteceu em Ponta Porã e para o Gaeco, o assassinato é uma nítida ação de queima de arquivo, já que o traficante havia recebido drogas com os policiais dias antes.

Web Stories

Ex-vereador é morto após confusão em evento de confraternização Dicas para bons hábitos de sono para crianças Militar perde a vida após acidente grave em Aquidauana Traficante “Gringo” é executado O segredo do engajamento no Instagram