2
Campo Grande - MS Busca
Meio Ambiente

Pioneira na prática fitossanitária das árvores, Prefeitura realiza nova etapa de tratamentos em Campo Grande

As árvores estão sendo avaliadas individualmente e para cada uma define-se um protocolo de tratamento.

10:00 - 29 out 2023 | Por Douglas Duarte

Créditos: PMCG

Além dos inúmeros serviços ambientais prestados pelas árvores, elas também contam e fazem parte da história da nossa Capital e, por isso, estão recebendo um tratamento especial realizado pela Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur). Uma série de intervenções serão efetivadas para manter o nosso patrimônio arbóreo, gerando economia e qualidade de vida ao campo-grandense.

O técnico que coordena a equipe responsável pelos tratamentos, é o biólogo e arborista certificado pela Sociedade Internacional de Arboricultura (ISA), Gustavo Garcia, da Tree Way. “Esses tratamentos são de suma importância e Campo Grande é uma cidade pioneira no cuidado de suas árvores, que estão há dezenas de anos prestando serviços ambientais. Esse investimento que a Prefeitura vem fazendo, além de manter esse patrimônio, prolonga a saúde e vida das árvores”.

A prefeita Adriane Lopes acompanha de perto o tratamento e destaca que Campo Grande foi certificada pela quarta vez consecutiva como uma Cidade Árvore do Mundo pela Organização das Nações Unidas. “Somos referência para o mundo e visamos atuar na vanguarda, assim, disponibilizamos a oportunidade do nosso corpo técnico se aprimorar e buscar alternativas, técnicas modernas para o tratamento das árvores por meio de protocolos adotados inclusive em normas internacionais. Somos uma Capital que investe no desenvolvimento sustentável”, disse.

Manejo das árvores notáveis

As árvores estão sendo avaliadas individualmente e para cada uma define-se um protocolo de tratamento. Dentre o rol de tratamentos possíveis estão descompactação e adubação do solo ao redor das árvores, tratamento fitossanitário de pragas e doenças, termorretificação de cavidades existentes, adubação foliar, endoterapia, inoculação de organismos no solo capazes de melhorar a fixação e disponibilidade de nutrientes. Ou seja, estão sendo tratadas de forma integral e específica.

A secretária de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Kátia Sarturi, sinaliza que a realização deste trabalho de cuidar de árvores notórias na cidade é possível devido ao mecanismo de compensação ambiental previsto no Plano Diretor de Arborização Urbana (PDAU). “Assim, Campo Grande, sempre atenta às necessidades da arborização, investe recursos para o correto manejo do seu patrimônio arbóreo”.

A superintendente de Fiscalização e Gestão Ambiental, Gisseli Giraldelli, destaca que a iniciativa de cuidar das árvores notáveis é um dos compromissos assumidos com a Rede Tree Cities of the World. “Desta forma, reforçamos a posição de Campo Grande como uma referência internacional sobre o manejo arbóreo. Os resultados deverão ser verificados já em cerca de 15 dias. Com esses tratamentos, realizados em toda a cidade, possibilitamos tornar essas árvores mais seguras para as pessoas, evitando a queda de galhos e outros acidentes que podem ocorrer, um trabalho de prevenção”