2
Campo Grande - MS Busca
Educação

Instituições apresentam dados positivos e pedem ampliação do Programa Estágio Supervisionado

Um dos pedidos das instituições é que sejam ampliadas as vagas no próximo ano, quando for renovado o convênio

14:00 - 31 out 2023 | Por Assessoria

Foto: Saul Schramm

Em reunião no Gabinete do Receptivo, o governador Eduardo Riedel recebeu os resultados e dados sobre o Programa Estágio Supervisionado, que permite aos acadêmicos de universidades públicas e privadas trabalhem nas repartições estaduais. Um dos pedidos das instituições é que sejam ampliadas as vagas no próximo ano, quando for renovado o convênio.

“Pedimos ao governador a ampliação e até duplicação de vagas, passando de 250 para 500 no ano que vem, quando for renovado o programa. Trata-se de uma iniciativa de sucesso, com dados e uma avaliação positiva. Apresentamos a proposta e o governador vai estudar e avaliar a possibilidade”, afirmou o reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Marcelo Turine.

O reitor destacou que o programa traz benefícios para os estudantes, que estão ganhando experiência profissional, aos gestores que contam com inovação na gestão pública e às famílias dos acadêmicos, que recebem ajuda na renda familiar.

O secretário-executivo de Gestão Estratégica e Municipalismo (Segem), Thaner Castro Nogueira, destacou que os dados do programa são muito positivos e que já estão discutindo a sua continuidade, junto com outras ações para torná-lo ainda melhor, alinhando com projetos que estão sendo desenvolvidos.

“O programa já tem dois anos de execução, mais de 300 estagiários já passaram pelo Estado e nós conseguimos fazer o acompanhamento da vida deste estagiário nas repartições públicas, tudo registrado em números. Eles receberam a devida capacitação antes de começarem a trabalhar, assim como os gestores”.

Ele ressalta que mais de 70% dos estagiários lotados no Estado são de famílias que tem renda de até quatro salários mínimos. “Impacto social disto é muito relevante, contamos algumas destas experiências ao governador. Nosso objetivo é que este estagiário saia daqui empregado ou bem encaminhado no mercado de trabalho. Inclusive pedimos a contratação de um estagiário, pelo bom desempenho”.

Governador recebeu dados e avaliação sobre programa de estágio — Foto: Saul Schramm

Convênio

O programa é realizado pelo Governo do Estado do MS, por meio da Fundect (Fundação de Apoio e de Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do MS)  e Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica), em parceria conveniada com a UFMS (Universidade Federal de MS), UEMS (Universidade Estadual de MS) e a Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura).

A carga horária do estágio é de 30 horas semanais, sendo seis horas diárias de atividades. O programa conta com uma bolsa-auxílio no valor de R$1.100,00 e seguro, além de auxílio-transporte, no valor de R$ 200. A duração do estágio é de 12 meses, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

As vagas são destinadas a estudantes das universidades participantes do CRIE/MS (Conselho de Reitores das Instituições de Ensino Superior de Mato Grosso do Sul), sendo elas: UFMS (Universidade Federal Mato Grosso do Sul), UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) Universidade Anhanguera-Uniderp e IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul).

Os estagiários trabalham em órgãos estaduais de oito municípios, em mais de 24 unidades gestoras, contemplando todas as áreas do Estado. O estudante não poderá ser concluinte do curso no ano em que foi oferecido o programa ou estar cursando apenas disciplinas em regime de dependência. Para concorrer às vagas, os acadêmicos devem estar matriculados a partir do 3° ano ou 6° semestre.

Leonardo Rocha, Comunicação do Governo de MS
Fotos: Saul Schramm

Web Stories

Ex-vereador é morto após confusão em evento de confraternização Dicas para bons hábitos de sono para crianças Militar perde a vida após acidente grave em Aquidauana Traficante “Gringo” é executado O segredo do engajamento no Instagram