2
Campo Grande - MS Busca
Últimas Notícias

Esposa que esquartejou marido deixou parte do corpo em mala e congelou restante

Aparecida Graciano de Souza, 61 anos foi presa nesta sexta-feira (26), por matar e esquartejar o marido, Antônio Ricardo Cantarin, 64. O tronco da vítima foi encontrado em uma mala na noite do dia 25, às margens da BR-158, área rural de Selvíria, cidade a 400 quilômetros de Campo Grande. A autora confessou o crime […]

27 maio 2023 às 15h15min |
Compartilhe:

Aparecida Graciano de Souza, 61 anos foi presa nesta sexta-feira (26), por matar e esquartejar o marido, Antônio Ricardo Cantarin, 64. O tronco da vítima foi encontrado em uma mala na noite do dia 25, às margens da BR-158, área rural de Selvíria, cidade a 400 quilômetros de Campo Grande. A autora confessou o crime e disse ter guardado as outras partes do corpo em seu congelador.

O cadáver foi encontrado por um homem que passava pela rodovia. Ele avistou uma mala preta coberta por moscas e decidiu ver o que tinha dentro. Ao abrir, encontrou a parte do cadáver e decidiu então procurar a Delegacia de Três Lagoas. Equipes da Polícia Civil e da Perícia estiveram no local.

Em seguida, a SIG (Seção de Investigações Gerais) de Selvíria deu início às investigações e recebeu informações de que o idoso estaria desaparecido desde o dia 20 de maio. Segundo vizinhos da vítima, ele tinha constantes brigas com a esposa.

Os policiais então foram falar com a mulher. Durante a entrevista, ela demonstrou muito nervosismo e chegou a negar qualquer envolvimento. Mas após diversas contradições em seu depoimento, acabou confessando o crime.

Em seu relato, a autora afirmou que matou o homem com veneno de rato e depois, sem saber o que fazer com o corpo, decidiu esquartejá-lo. Em seguida, colocou o tronco dentro da mala e outras partes do corpo em seu congelador, onde guardava alimentos para a venda de lanches.

Na noite do dia 25, ela descartou a mala com o tronco e no dia seguinte, pegou o restante do cadáver, que estava congelado dentro de sacos pretos, e jogou às margens da rodovia. Ela foi presa em flagrante e o delegado Felipe Caligari representou pela prisão preventiva da mulher.

Mais Lidas