2
Campo Grande - MS Busca
Educação

Escola do campo da Reme ganha premiações em feiras com projeto sobre energia elétrica

Eles foram contemplados na Fecintec (Feira de Ciências e Tecnologia) do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), e em segundo lugar na Fecit (Feira de Ciência e Inovação da Reme), com projeto sobre energia elétrica.

12:00 - 14 out 2023 | Por Douglas Duarte

Créditos: PMCG

Alunos do 9º ano da Escola Municipal Oito de Dezembro, unidade escolar situada na região do rio Anhanduí, distrito de Campo Grande, foram premiados na Fecintec (Feira de Ciências e Tecnologia) do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), e em segundo lugar na Fecit (Feira de Ciência e Inovação da Reme), com projeto sobre energia elétrica.

Lívia da Silva Rodrigues, Igor Marques Apolinário e Breno Henrique Rezende de Oliveira, formaram um grupo para elaboração do projeto, que começou ainda em 2022.
O trio foi provocado pelo coordenador Alcemir Martins Corrêa para elaboração de uma proposta de melhoria para a unidade. A partir disso, imaginaram o que precisa adequar na escola.

Lívia fala que a questão da falta de energia ocasionada por temporais foi o que chamou a atenção dos colegas. “A gente achou o tema interessante e, a partir disso, estudamos as causas e uma maneira de acabar com a queda de energia”.

Foi feita uma maquete para estudar a unidade escolar e então, os alunos pensaram numa solução. “A gente precisa de placas solares para atender a unidade. É uma maneira eficiente de gerar energia sem prejudicar o meio ambiente”, disse Breno.

Segundo Igor, as placas solares são uma maneira de acabar com o problema. “Fizemos o estudo de quantas placas precisam, como deve ser instalado, porque resolve essa questão”.

De acordo com o coordenador, provocar os alunos na questão da pesquisa científica é de suma importância. “Eu defendo ser necessário ter na grade curricular essa matéria, pois a pesquisa é de muita importância para os alunos, para que eles comecem cedo a descobrir como melhorar o mundo em que vivemos”.

Para o diretor da unidade, Antônio Donizete de Souza, a premiação é um marco na vida dos alunos. “A gente vibra com a felicidade deles, pois vão levar essa conquista para o resto da vida”.