2
Campo Grande - MS Busca
Policiak

Enfermeiras denunciam médico por importunação sexual em hospital 

O caso aconteceu em Maracaju

19:35 - 03 nov 2023 | Por Douglas Duarte

Funcionárias do Hospital Soriano Correa da Silva denunciaram um médico por importunação sexual, em Maracaju. Até o momento cinco vítimas expuseram os ataques. 

Conforme o Sidrolândia News, uma das denunciantes disse que foi atacada em três situações diferentes. O primeiro caso foi em junho deste ano, quando o profissional de saúde segurou a cintura da trabalhadora e expressou desejo em beijá-la. 

Ainda segundo o site, o segundo abuso ocorreu em julho, quando o médico tentou forçar um beijo. O terceiro se deu na madrugada de 21 de outubro, narra a vítima. A mulher foi chamada para atender um paciente em emergência em uma sala. O médico surgiu, a abraçou por trás e passou o queixo no pescoço dela, pedindo desculpas por acioná-la naquelas circunstâncias.  

A denúncia da mesma vítima traz que ela, diante da situação constrangedora, chamou um colega para acompanha-la até a sala de exames, mas ele estava ocupado. O suspeito então entrou no local e ameaçou beijá-la à força, sendo que ela resistiu e gritou. O criminoso teria pedido para que ela abaixar a voz, alegando que enfermeiros iriam ouvi-los. 

Na versão da denunciante, quando um enfermeiro entrou na sala a situação já estava calma. Uma outra profissional da enfermagem também foi ao local e revelou que também já havia sido importunada pelo suspeito. 

Denúncias 

A vítima inicial refletiu que outras mulheres atacadas não denunciaram os abusos por medo de perderam empregos e ou serem expostas publicamente. A direção do hospital foi acionada e fará a coleta de imagens de câmeras de segurança. 

O caso já está com a Polícia Civil de Maracaju. O espaço está aberto para manifestação dos envolvidos. 

Web Stories