2
Campo Grande - MS Busca

Empresários tchecos querem investir em projetos de alta tecnologia em Mato Grosso do Sul

A República Tcheca investe para se tornar referência em alta tecnologia na Europa e no mundo todo. Nesse sentido, a embaixadora da República Tcheca no Brasil, Pavla Havrlíková, e um grupo de empresários estão em Mato Grosso do Sul conhecendo as potencialidades do Estado e buscando oportunidades de negócios. Na manhã dessa sexta-feira (26), a […]

15:33 - 28 maio 2023 | Por

A República Tcheca investe para se tornar referência em alta tecnologia na Europa e no mundo todo. Nesse sentido, a embaixadora da República Tcheca no Brasil, Pavla Havrlíková, e um grupo de empresários estão em Mato Grosso do Sul conhecendo as potencialidades do Estado e buscando oportunidades de negócios. Na manhã dessa sexta-feira (26), a embaixadora e os empresários Tomás Josef e Vinícius Barbosa, da MMCité BR; Camila leal, da R2B2, e o cônsul honorário Evandro Trachta, reuniram-se com o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, Jaime Verruck.

Pavla Havrlíková integra a comitiva da União Europeia que está em visita oficial ao Estado e pediu uma audiência exclusiva com Verruck para tratar de assuntos atinentes a sua pasta. O encontro aconteceu em uma sala do Bioparque Pantanal, estrutura que mereceu elogios tanto da embaixadora quanto dos empresários pela beleza e modernidade do projeto arquitetônico.

A embaixadora destacou, ainda, os esforços do Governo para construir um ambiente de negócios propício à atração de investimentos, com regras claras, incentivos e parcerias que trazem segurança jurídica e tranquilidade aos empreendedores.

Uma das áreas que já usam tecnologia tcheca no Brasil é na telemedicina. Projeto piloto está em teste no Rio Grande do Sul e pretende fazer o monitoramento completo da vida do paciente, permitindo que as informações sobre sua saúde sejam acessadas por todos os servidores do sistema de qualquer terminal, entre outras facilidades.

Os empresários tchecos da MMCité BR estão interessados em trazer a Mato Grosso do Sul, novidades no setor de mobiliário urbano que alia alta tecnologia com arquitetura tradicional, criando ambientes urbanos com design arrojado, porém aconchegante, sobretudo para praças e espaços públicos. Já a empresária Camila Leal, da R2B2 (empresa de mídia programática presente em 37 países), apresentou ao secretário seus serviços e disse que pretende ampliar a atuação no Brasil.

Infovia Digital

Verruck destacou as iniciativas do Governo do Estado em tecnologia e inovação, com ênfase no projeto de Parceria Público-Privada (PPP) Infovia Digital. O projeto irá disponibilizar serviços de transmissão de dados de alta capacidade e velocidade por meio de uma rede de fibra óptica para interligar todas as unidades administrativas, como escolas, unidades de saúde e segurança pública, nos 79 municípios do Estado.

O consórcio chileno Sonda conquistou o direito à concessão. Atuante nos Estados Unidos e em países da América do Sul, o grupo venceu a licitação promovida pelo Governo do Estado e investirá R$ 887 milhões, sendo R$ 306 milhões para a implantação da Infovia e R$ 581 milhões para manutenção e operação do projeto.

O contrato prevê instalação de 7 mil quilômetros de rede de fibra ótica, que vão interligar 1.634 pontos de acesso do Governo do Estado, 15 mil ramais VOIP, wi-fi público em 129 praças públicas e câmeras de monitoramento.

O avanço digital engloba vários serviços, como o de telefonia. Todo o sistema do Governo será substituído por ramais VOIP, com conexão de fibra ótica. A proposta deve reduzir os custos com telefonia clássica do Estado, solução mais moderna e que possibilita integração com outras ferramentas dentro dessa rede.

Em todos os municípios serão implantadas – ao menos em uma praça pública – serviço de wi-fi com acesso gratuito disponível para a população. Nessas mesmas praças serão conectadas câmeras de monitoramento remoto, auxiliando os serviços de segurança pública e socorro.

Na Capital serão seis posições de monitoramento e uma sala de crise, ao lado do COR, com toda estrutura de conexão das câmeras centralizada. Ferramentas que irão contribuir diretamente com a segurança pública do Estado.