2
Campo Grande - MS Busca
Política

Com obras e ações, Alan Guedes cresce 15 pontos em pesquisa

Avaliação positiva do prefeito de Dourados subiu de 18,4% para 33,6%; Alan também cresceu nas intenções de votos para 2024

08:33 - 04 dez 2023 | Por Douglas Duarte

Pesquisa do Instituto Ranking, encomendada pelo site Diário MS News e realizada nos dias 1º e 3 de dezembro de 2023, com 1.000 moradores de Dourados com 16 anos ou mais de idade, mostra que a administração do prefeito Alan Guedes (PP) é considerada boa ou ótima para 33,6% dos entrevistados, ou seja, 15,2 pontos percentuais a mais que na pesquisa anterior, quando obteve 18,4%.

Além disso, o levantamento também apontou que 32,2% dos entrevistados consideram a gestão de Alan Guedes regular, isto é, 2,4 pontos percentuais a menos que na anterior, quando teve 34,6%, e 29,4% declararam que o governo dele é ruim ou péssimo, o que representa 12,6 pontos percentuais a menos que na anterior, quando chegou a 42%, sendo que 4,8% não sabem ou não responderam, ou seja, 0,2 ponto percentual a menos que na anterior, quando chegou a 5%.

Eleições 2024

Também sob encomenda do site Diário MS News, o Instituto Ranking Brasil Inteligência realizou a segunda pesquisa de avaliação administrativa e intenção de votos para a Prefeitura de Dourados nas eleições de 2024.

Os dados foram colhidos nos dias 1º e 3 de dezembro de 2023, junto a 1.000 moradores, com 16 anos ou mais de idade. Para a amostra de 1.000 entrevistas o intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 3%, para mais ou para menos.

Essa pesquisa também aponta recuperação considerável do atual prefeito de Dourados. Com obras, projetos de infraestrutura em andamento, investimentos em saúde e educação e ações para atender a população através do Desenvolve Dourados em Ação, Alan Guedes demonstra forte recuperação em sua aprovação entre os eleitores.

Espontânea

Na pesquisa espontânea, o ex-deputado estadual Marçal Filho (PP) lidera a disputa com 24% das intenções de votos, ou seja, 0,8 ponto percentual a mais que na pesquisa anterior realizada no mês de outubro, quando obteve 23,2%, enquanto em 2º lugar aparece o atual prefeito Alan Guedes (PP), com 10,2%, isto é, 6,2 pontos percentuais a mais do que na anterior, quando teve 4%. Em terceiro lugar está o vice-governador Barbosinha (PP), com 7%, o que representa 3,4 pontos percentuais a menos que na anterior, quando alcançou 10,4%.

Depois, mais atrás, estão a deputada estadual Lia Nogueira (PSDB), com 3%, ou seja, o mesmo percentual da pesquisa anterior, o deputado estadual Renato Câmara (MDB), com 2%, que não foi citado na anterior, Jeferson Bezerra, com 1,3%, outro que não foi citado, e o superintendente do Patrimônio da União, Tiago Botelho (PT), com 1,1%, isto é, 0,5 ponto percentual a mais que na anterior, quando chegou a 1,6%.

Também aparecem Hacib Harb (PRTB), com 0,9%, que não foi citado na anterior, Gianni Nogueira, com 0,7%, outra não citada, e Arquimedes Ferrinho, com 0,6%, mais um não citado, sendo que 1% dos entrevistados responderam outros nomes, isto é, 0,2 ponto percentual a menos do que na anterior, quando chegou a 1,2%, e 48,2% não sabem ou não responderam, o que representa 3,2 pontos percentuais a menos que na anterior, quando atingiu 51,4%.

Alan Guedes com a senadora Tereza Cristina, no Parque do Paragem (Foto: Divulgação)

Estimulada 1

O Instituto Ranking Brasil Inteligência fez três cenários na pesquisa estimulada para prefeito de Dourados e, no primeiro cenário, Marçal Filho continua na liderança, com 34,2%, ou seja, 1,8 ponto percentual a mais do que no levantamento anterior, quando obteve 32,5%, seguido por Alan Guedes, com 15,4%, isto é, 9,2 pontos percentuais a mais que no anterior, quando teve 6,2%, e por Barbosinha, com 10,3%, o que representa 5,7 pontos percentuais a menos que no anterior, quando somou 16%.

Na segunda parte, aparecem Lia Nogueira, com 4%, ou seja, 1 ponto percentual a menos que no levantamento anterior, quando ficou com 5%, Renato Câmara, com 2,8%, que não foi incluído no anterior, Jeferson Bezerra, com 2%, isto é, 1,2 ponto percentual a mais do que no anterior, quando alcançou 0,8%, Tiago Botelho, com 1,7%, o que representa 0,7 ponto percentual a menos que no anterior, quando teve 2,4%, Hacib Harb , com 1,3%, ou seja, 0,7 ponto percentual a mais que no anterior, quando fez 0,6%, Gianni Nogueira, com 1,2%, outra não incluída, Arquimedes Ferrinho, com 1,1%, também não incluído, e Tenente Nantes, com 0,3%, outro não incluído, sendo que 25,7% dos entrevistados não sabem ou não responderam, isto é, 2,3 pontos percentuais a menos que no anterior, quando chegou a 28%.

Estimulada 2

Já no segundo cenário do levantamento estimulado, Marçal Filho mantém a liderança, com 36,3%, tendo muito atrás Alan Guedes, 17,5%, Barbosinha, com 11%, Jeferson Bezerra, com 3,1%, Tiago Botelho, com 2,7%, Gianni Nogueira, com 1,5%, e Hacib Harb, com 1,4%, sendo que 26,5% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

Estimulada 3

No terceiro e último cenário do levantamento estimulado, Marçal Filho ainda está na frente, com 40%, tendo em 2º lugar Alan Guedes, com 19,1%, em 3º lugar Barbosinha, com 12%, e Gianni Nogueira, com 1,8%, sendo que 27,1% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

Rejeição estimulada

No quesito rejeição estimulada, o prefeito Alan Guedes está na frente com 15,3%, seguido de perto por Tiago Botelho, com 13%, Renato Câmara, com 10,5%, Barbosinha, com 6,7%, Marçal Filho, com 5,6%, Lia Nogueira, com 4,5%, Tenente Nantes, com 3,4%, Arquimedes Ferrinho, com 2,6%, Hacib Harb, com 1,7%, Jeferson Bezerra, com 1,5%, e Gianni Nogueira, com 1,2%, enquanto 34% dos entrevistados não sabem ou não responderam.