2
Campo Grande - MS Busca
Polícia

Assassino Confesso: Adolescente seguiu rotina com corpos da família em casa

Para o espanto dos policiais, os corpos já estavam em decomposição, pois o crime havia ocorrido três dias antes do adolescente ligar para a emergência

19:39 - 20 maio 2024 | Por Paulo Santos

O adolescente, filho adotivo do casal, tinha 16 anos, a mesma idade da irmã, filha biológica do casal — Foto: Reprodução/Vídeo

O assassino confesso ligou para a polícia, solicitando que fossem até sua casa buscar os corpos de três pessoas – suas próprias vítimas: a família. Para o espanto dos policiais, os corpos já estavam em decomposição, pois o crime havia ocorrido três dias antes do adolescente ligar para a emergência.

Adotado pela família quando tinha dois anos, o adolescente de 16 anos cometeu o crime utilizando a arma de seu pai adotivo, Isaac Tavares, de 57 anos, guarda civil em Jundiaí, no interior de São Paulo. O revólver ficava escondido em casa. O jovem e sua irmã Letícia, também de 16 anos, viviam com os pais Isaac e Solange Tavares. Segundo os vizinhos, era uma família com uma rotina comum.

Ao ser questionado pelos policiais sobre o motivo do crime bárbaro, o adolescente disse que os pais haviam tirado seu acesso ao computador, o que o levou a planejar o assassinato por estar com raiva. Ele pegou a arma do pai e praticou tiros dentro da casa quando estava sozinho, utilizando um colchão para abafar o som e não chamar a atenção dos vizinhos.

No dia do crime, Isaac Tavares chegou em casa após buscar a filha na escola. Enquanto ele foi para a cozinha e a filha para o quarto, o adolescente deu o primeiro disparo, atingindo o pai pelas costas, na nuca. Letícia ouviu o barulho, foi verificar e também foi atingida com um tiro no rosto. Quando a mãe chegou em casa horas depois, não teve tempo de reagir ao se deparar com a cena, pois o filho a aguardava armado e atirou nela pelas costas.

Os três morreram na hora e os corpos permaneceram na casa por vários dias enquanto o adolescente continuava com sua rotina diária.

Web Stories