2
Campo Grande - MS Busca
Habitação

Agehab vai beneficiar 2 mil famílias com a casa própria em Campo Grande até o final do ano

A Agência mantém na Capital, em todo o Estado, programas e projetos como “Regularização Fundiária Urbana”, “Substituição de Moradia Precária”, “Produção Habitacional”, e mais recentemente, o “Bônus Moradia”.

09:37 - 27 ago 2023 | Por Douglas Duarte

Créditos: Gov MS

Com ações diversas de regularização fundiária, construção e auxílio para financiamento da casa própria, a Agehab (Agência de Habitação Popular de MS) deverá beneficiar mais de 2 mil famílias, até o fim do ano, em Campo Grande – que ontem (26) completou 124 anos.

A Agência mantém na Capital, em todo o Estado, programas e projetos como “Regularização Fundiária Urbana”, “Substituição de Moradia Precária”, “Produção Habitacional”, e mais recentemente, o “Bônus Moradia”. 

A diretora-presidente da Agehab, Maria do Carmo Avesani Lopez, afirma que é feita mobilização para ampliar as políticas públicas habitacionais no Estado e a Capital é contemplada com várias ações. “Em Campo Grande realizamos a regularização fundiária de mais de 600 títulos somente em 2023. Lançamos o Projeto Bônus Moradia que auxilia com um subsídio na entrada, com recursos do Estado, que varia conforme a renda familiar na aquisição da casa própria financiada. A previsão inicial do projeto é atender mais de 700 famílias na Capital”.

Governador no lançamento do programa MS Moradia (Foto: Bruno Rezende)

Regularização Fundiária

UrbanaForam entregues 663 títulos de regularização fundiária desde o início do ano, contemplando os bairros do Aero Rancho, Tarsila do Amaral, Portal Caiobá, Moreninhas I, II e III, Buriti, José Abrão, Parati, Recanto dos Rouxinóis, Estrela do Sul e Jardim das Hortênsias. Outros 118 títulos já estão prontos e mais 1.066 estão em andamento, todos serão concedidos até o final de 2023.

“Em Campo Grande, a Agehab está fazendo a regularização fundiária dos conjuntos da antiga CDHU, conseguindo, assim, dar o título de propriedade aos atuais moradores. Famílias com renda de até cinco salários mínimos e que não possuam imóveis em seu nome, são isentas de todos os custos. Já as que possuem renda superior ou já tenham algum imóvel, pagam apenas uma taxa para o município”, disse Maria do Carmo.

O vendedor autônomo José Alonso dos Santos, 51 anos, É morador do Aero Rancho há mais de 30 anos E tinha o sonho de regularizar sua casa. “Estou desde 1989 esperando para regularizar meu imóvel. Eu não tive condições de fazer a escritura devido ao grande valor. Era muito difícil para a gente conseguir. É muita emoção e orgulho poder falar que a propriedade é minha. Agora posso dizer que minha casa está no meu nome!”.

Regularização e escritura de casas no Aero Rancho (Foto: Arquivo)

Cidade de Deus

Por meio do Projeto Substituição de Moradia Precária, a Agehab busca proporcionar aos moradores da Cidade de Deus moradias em melhores condições. Das 150 unidades contratadas, 107 foram entregues em 2022 e, este ano, serão as demais 43.O Projeto Produção Habitacional vai entregar até o final deste ano 43 unidades habitacionais na Aldeia Água Bonita.

Bônus Moradia

Lançado em junho deste ano, o projeto Bônus Moradia concede subsídio de até R$ 25 mil – na entrada – para facilitar a aquisição da casa própria financiada. Em Campo Grande a previsão inicial é atender 770 famílias.

Minha Casa Minha Vida

A AGEHAB está com projetos de 510 unidades habitacionais em parceria com o governo Federal e o município, em fase de análise na Caixa, para contratar este ano. O Estado irá aportar a contrapartida necessária para completar o valor do investimento. Estas unidades serão destinadas para famílias do Grupo 1 com renda de até R$ 2.640,00.

Web Stories